"Beleza, cultura, esporte, lazer, moda, negócios, e muito mais..."
Revista Destaque News
Instagram da Revista Destaque

Polícia Militar Rodoviária divulga balanço da Operação "9 de Julho 2018"
Foram 50 pessoas presas em flagrante

Publicado em 11/07/2018
compartilhe esta notícia:

Polícia

 O Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv), órgão de execução da Polícia Militar do Estado de São Paulo, em parceria com o DER/SP, ARTESP e Concessionárias de Rodovias, todos alinhados ao Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (MPST) e ao Programa de

Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária 2011-2020 (ONU), realizou no período compreendido entre as 00h de 06 de julho até as 23h59min de 9 de julho de 2018, a “Operação 9 de Julho”, nos mais de 22.000 km de rodovias estaduais paulistas.
Abaixo, o quadro com as estatísticas da acidentalidade da “Operação 9 de Julho”, cabendo esclarecer que não há comparativo com o ano de 2017, posto que naquela ocasião o feriado alusivo à Revolução Constitucionalista de 1932 foi comemorado no domingo, o que
inviabiliza qualquer comparação:

Acidentes com vítimas 277
 
Vítimas fatais 27
 
Vítimas graves 68
 
Vítimas leves 283
 
Acidentes sem vítimas 374
 
Total de acidentes 651

Em que pese a forte presença do Policiamento Rodoviário nas estradas, é necessário destacar que a maioria dos acidentes poderia ter sido evitada, pois, em grande parte dos casos, a causa dos acidentes está relacionada à imprudência, negligência ou imperícia dos condutores
ou pedestres, sendo que das 27 vítimas fatais, 14 morreram em 5 colisões frontais (o que corresponde a quase 50% do total de acidentes). Em 2 acidentes, sendo 1 na Rodovia Vereador Francisco de Almeida (SP-036), região de Guarulhos, 7 pessoas morreram, quando um dos
condutores perdeu o controle do veículo e invadiu a pista contrária; em outro, na Rodovia Feliciano Salles Cunha (SP-310), região de General Salgado/SP, outras 4 também faleceram, quando um dos condutores invadiu a pista contrária, num local onde é proibido ultrapassar.

Infelizmente, a desatenção, o desrespeito às sinalizações, contribuíram para essas ocorrências. Em razão disso, o Policiamento Rodoviário tem priorizado as fiscalizações quanto às ultrapassagens proibidas, excesso de velocidade e outros comportamentos nocivos à
segurança viária por parte dos usuários das vias. 

Com o foco principal na preservação da vida, foram fiscalizados 26.193 veículos, cabendo destacar que foram lavradas:
 
 20.285 autuações, além da captação de mais de 21 mil imagens de radar com flagrantes
de excesso de velocidade, o que demonstra que a imprudência dos motoristas ainda é
elevada;
 
 1.680 motoristas foram autuados por realizarem ultrapassagens proibidas;
 
 493 autuações em decorrência de motoristas flagrados por dirigirem sob efeito de álcool ou de outras substâncias de efeitos análogos, sendo que 5.676 motoristas realizaram o teste do etilômetro, dos quais 31 foram autuados pelo crime de embriaguez ao volante. Além disso, outros 534 condutores foram autuados por se recusarem ao teste do
etilômetro
 
 3.721 autuações por não estarem utilizando o cinto de segurança ou dispositivos de retenção;
 
 119 autuações em motociclistas que estavam sem o uso do capacete, viseira ou óculos de proteção;
Mediante o planejamento operacional realizado visando o combate aos diversos ilícitos penais, destaca-se:
 
 50 pessoas presas em flagrante;
 
 Quase 2 toneladas de drogas apreendidas;
 
 2 armas de fogo apreendidas; e
 
 13 procurados pela justiça foram recapturados e devolvidos ao sistema penitenciário.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Comando de Policiamento Rodoviário

<< voltar